Dicas

Confira 5 passos para um bom planejamento de obras

Escrito por WD2 Containers

Executar uma obra é uma tarefa complicada, seja para reformar um imóvel, seja para construir uma nova residência. Em todas as situações, é necessário muito conhecimento e dedicação para alcançar os objetivos que você deseja.

Infelizmente, algumas pessoas agem sem pensar e têm dificuldades em suas atividades. Além do mais, imprevistos e problemas acontecem por mais bem preparado que você seja.

Por todos esses motivos, o planejamento de obras é uma etapa essencial para quem quer construir uma casa ou escritório rápido a custo acessível. Ele deve ser realizado e monitorado antes, durante e depois do início das atividades. Decisões equivocadas elevam os custos operacionais e diminuem a produtividade da equipe.

Pensando nisso, você vai aprender tudo sobre o planejamento de obras com a leitura do nosso post de hoje. Confira a seguir!

A importância do planejamento de obras

As atividades realizadas em um canteiro devem ser muito bem planejadas. Isso parece óbvio, mas muitos compram materiais e contratam operários antes de sentar com um arquiteto ou um engenheiro para discutir sobre o projeto.

Colocar ideias no papel e estimar gastos são atitudes essenciais para o sucesso de uma obra. Com elas é possível determinar tudo o que deve ser feito sem que o orçamento financeiro fique no vermelho.

Além disso, você consegue reunir as informações necessárias para criar um plano de ações focado na entrega rápida do serviço, criando prazos adequados à capacidade da equipe.

Lembre-se de que o cronograma físico é gerado durante essa etapa. Ele é uma grande ferramenta para orientar a gestão e o controle da obra.

5 dicas para otimizá-lo em seu canteiro

Agora, você vai conhecer cinco importantes maneiras para melhorar o desempenho de um planejamento de obras. Descubra-as abaixo:

1. Escolha o terreno

A localização de sua obra deve ser escolhida com muita atenção. Ela é fundamental para todas as atividades no canteiro porque esse critério determina, por exemplo, os tipos de elementos de fundação. Um solo mais resistente não exige fundações profundas quando as cargas existentes são pequenas. Como consequência disso, os custos financeiros e o tempo de trabalho são menores.

Além do mais, as redondezas do local escolhido afetam a sua utilização no futuro. Áreas residências não combinam muito com escritórios e empresas. O mesmo é válido para os espaços próximos às zonas comerciais da cidade que não são tão atrativos para uma moradia aconchegante. Dessa forma, analise como o espaço urbano é utilizado e encontre um terreno adequado às suas necessidades construtivas.

2. Defina o orçamento

A questão financeira sempre recebe muita atenção em uma obra, mas muitos tomam decisões erradas. Uma obra consome muitos recursos, econômicos e materiais, por isso, tudo deve ser muito bem pensado.

A definição de um orçamento o ajuda a controlar os gastos, pois determina quanto você pode investir. É necessário equilibrar esse assunto com o prazo desejado para a entrega da obra.

Portanto, avalie a sua condição financeira atual e determine o valor máximo a ser gasto no planejamento da obra. Tome cuidado com os financiamentos e as despesas excessivas com o cartão de crédito.

3. Contrate uma equipe especializada

Os trabalhos em uma obra são variados. A terraplanagem, a execução das fundações e o levantamento de paredes são apenas alguns de seus principais exemplos. Todos eles devem ser realizados por um time de especialistas. Tentar economizar na contratação de mão de obra abre precedentes para uma série de riscos:

  • diminuição da qualidade da estrutura;

  • aumento do tempo de trabalho;

  • acréscimo de desperdício;

  • maior probabilidade de acidentes.

Todas essas consequências atrapalham o planejamento de obra. Visando acabar com esses problemas, você deve contratar profissionais que dominam as técnicas mais respeitadas pelo mercado e respeitam as normas vigentes em nosso país.

4. Saiba comprar os materiais

Os materiais de construção são essenciais para a realização dos trabalhos do planejamento de obras. Sem eles, a estrutura não sai do papel. Dessa forma, é muito importante conhecer as suas propriedades e como eles devem ser utilizados.

Nessas horas, entre em contato com fornecedores que têm experiência de mercado. Eles o ajudarão a encontrar soluções adequadas aos seus projetos. Ademais, é possível encontrar boas oportunidades para negociar e não elevar os gastos operacionais.

Fique atento para armazenar os insumos corretamente, já que é preciso respeitar certas regras de empilhamento, posicionamento e contato com luz e água.

5. Determine prazos alcançáveis

Quem inicia uma obra deseja terminá-la o quanto antes, não é mesmo? Nessas horas, é preciso analisar muito bem os recursos financeiros e o número de trabalhadores disponíveis. Estipular prazos que não condizem com a sua situação financeira ou estão fora do alcance produtivo da equipe são medidas que atrapalham a continuidade dos serviços.

Prazos pequenos demais desmotivam os trabalhadores também. Isso acontece porque a pressão pela entrega de resultados se eleva, causando estresse e desconforto no ambiente. Além do mais, certas atividades precisam respeitar prazos estipulados por normas, como o tempo para a retirada do escoramento de lajes e o período de cura do concreto. 

As vantagens que apenas os containers proporcionam

Você já deve ter visto alguma notícia sobre uma residência, uma empresa ou um restaurante que adotou o container como estrutura construtiva e obteve resultados surpreendentes, certo? Pois bem, essa metodologia está expandindo as fronteiras da construção civil.

Os containers eram utilizados apenas para o transporte marítimo de mercadorias. Com o passar do tempo, as empresas perceberam que eles poderiam ter outras aplicações. Hoje em dia, eles fazem parte das construções de cidades em todo o mundo.

Eles são estruturas prontas, que precisam apenas de alguns ajustes para atender às suas demandas. É possível construir casas e escritórios de forma rápida e barata, respeitando a natureza e otimizando o planejamento de obras.

Antes de tomar qualquer atitude, entre em contato com uma empresa com larga experiência na utilização de containers para a construção civil. Faça, também, pesquisas na internet e descubra como essa solução é utilizada em nossa sociedade.

E então, gostou do nosso post? Quer aprender ainda mais sobre as melhores dicas para o planejamento de obras e o uso de containers na engenharia civil e arquitetura? Basta seguir a nossa página no Facebook e acompanhar os nossos lançamentos!

Sobre o autor

WD2 Containers

Deixar comentário.